quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Respire!

Respira!

Serás mãe por toda a vida. Ensine as coisas importantes, as de verdade. 
A pular poças de água, a observar os bichinhos, a dar beijos de borboleta e abraços bem fortes.
Não se esqueça desses abraços e não os negue nunca. Pode ser que 
daqui a alguns anos, os abraços que você sinta falta, sejam aqueles que você não deu. 

Diga ao seu filho o quanto você o ama, sempre que pensar nisso. 

Deixe ele imaginar. Imagine com ele.

As paredes podem ser pintadas de novo, as coisas quebram e são substituídas. Os gritos da mãe doem pra sempre. 
Você pode lavar os pratos mais tarde. Enquanto você limpa, ele cresce! 

Ele não precisa de tantos brinquedos.

Trabalhe menos e ame mais. E, acima de tudo, respire. 
Serás mãe por toda a vida. Ele será criança só uma vez.

                                                                                 (Autor desconhecido)







sexta-feira, 27 de julho de 2012

Medo de palhaço

Eu lembro quando criança, de ter medo de palhaço, papai noel e tudo quanto era personagem que se fantasiava e pintava a cara.
Por mais que soubesse que era uma pessoa em baixo daquelas roupas coloridas, o medo falava mais alto que a razão.
Era mais forte, dava medo e ponto final. E se alguém desse uma insistida para ir perto, o pânico tomava conta (ainda bem que meus pais e outras pessoas nunca insistiram até chegar esse ponto).

A primeira vez que percebi o medo do Davi, foi na festinha de formatura do primo.
O tema era circo, e havia muitas crianças vestidas de palhaço correndo pelo corredor, e por um instante percebo o pânico do meu pequeno.
Seu corpo tremia e vejo que era por causa de um palhacinho lindo que estava por perto. Mal conseguimos ver as apresentações, ficamos a maior parte do tempo do lado de fora, e logo que terminou, fomos embora.
Até com a prima que usava umas orelhinhas de cachorrinho, Davi ficou desconfiado e nem queria pegar na sua mão.

Dia desses, fomos no aniversário da filha de uma amiga. Já tinha sido avisada que haveria um palhaço por lá, então já fui atenta.
Como era de se esperar, Davi não quis sair de perto de nós, nem ir nos brinquedos (o palhaço estava lá perto), ficou impressionado com as crianças que estavam com os rostos pintados de borboleta, gatinhos, leões...
Expliquei que o palhaço era um moço que estava usando uma peruca e tinha passado tinta no rosto pra ficar bem colorido e que estava fazendo o mesmo com as crianças. Até quis fazer um desenho no meu rosto para mostrar á ele o que era, mais Davi disse choramingando que mamãe não podia, então não quis insistir.

Quando começaram as brincadeiras e Davi escutava a voz do "moço vestido de palhaço", ficou no colo do pai todo encolhido e dizendo -"Medo, tatá" (porque todo palhaço pra ele é o Patati e Patatá)
Então resolvemos ir embora, não era legal ver seu filho sem poder brincar e se divertir por conta do medo, era tortura demais. 

Tínhamos que passar perto do palhaço para ir embora, então ficou combinado que ele fecharia os olhos e sairíamos dali rápido. Momento de transmitir ao Pitico que poderia confiar em nós e que entendíamos o seu medo.

No outro dia Davi acorda e a primeira coisa que fala é "Medo, tatá", o medo ficou ali, gravado na cabecinha dele.
Passei horas explicando tudo novamente, e então tive a idéia de mostrar para ele como tudo isso acontecia, disse que no dia seguinte compraria uma peruca de palhaço e as tintas para pintar o rosto.
Davi ficou empolgado e achou graça quando disse que iria pintar o nosso rosto igual ao do "Tatá".

Dia seguinte estou lá na loja comprando uma peruca parecida com a que o palhaço da festa usava e as tintas.

E então nossa tentativa de explicar a teoria na prática começou.

Aproveitei o momento para também ensinar as cores, estimular a coordenação, á pintura, estimular o tato, mostrar como é gostoso compartilhar (ele usava uma cor e depois de usar me emprestava para também usar) aproximação, diversão, transformação de como ia ficando nosso rosto ...

Olha quanta coisa legal e importante pudemos fazer num único momento!

Procurava á todo instante dizer que a mesma coisa que estávamos fazendo, era o que o "Tatá" também tinha feito. 

- Olha filho, vamos passar a tinta vermelha no nariz, igual o Tatá?
- Agora é a vez da tinta branca no rosto, igual o moço fez também!
- Vamos colocar a peruca igual o palhaço colocou na cabeça?



Pitico de divertiu, adorou as tintas, e quando eu dizia que a mamãe estava igual o palhaço da festa, ele respondia:
- "E Didi, também"!

Acredito que temos medo do desconhecido, medo daquilo que não entendemos, não sabemos, não dominamos.
E baseada nisso, quis proporcionar ao filhote a oportunidade dele mesmo descobrir, ter contato, conhecer, pegar, olhar, usar, participar e ver como tudo aquilo era feito.
Tudo de uma forma natural, mostrando de uma maneira que ele pudesse entender.

Acho que o medo não vai passar assim de uma hora pra outra, mais agora ele vai lembrar que ele também já pintou o rosto o já colocou uma peruca igual o palhaço.

E que a mamãe também, rs!


quinta-feira, 12 de julho de 2012

Doces lembranças

Me lembro em detalhes de uma sandália que meu pai usava naquelas manhãs de domingo com sol, quando me levava á um parquinho perto de casa para brincar enquanto minha mãe preparava o almoço com minha avó. Lembro da sandália de couro marrom escuro e de um detalhe cortado em ondinhas no meio de uma costura na parte de cima, lembro por ir caminhando em direção ao parque de mãos dadas com ele, e ir observando as marcas que aqueles pés faziam na areia do parque, comparando as minhas pegadas logo ao lado tão pequenas.
Essa lembrança se tornou doce por guardar na memória um momento de cumplicidade entre meu pai e eu.

Lembro de muitos outros momentos simples na minha infância que tem o poder de me trazer cheiros, gostos, sensações daquela época, e que me fazem por um momento lembrar de como eu via e sentia a vida enquanto criança.

Assim como marido, que também percebeu dias atrás ter guardado uma doce lembrança.
Fazendo chapéu de papel com o Davi,  se viu repetindo a mesma cena de quando ele aprendia o mesmo feito com seu pai. Provavelmente sentiu a mesma sensação que sentira naquele tempo e era visível a alegria dessa lembrança.



Daí percebo que são momentos rotineiros e corriqueiros que fazem nascer a felicidade, é a simplicidade dos acontecimentos que fortalecem laços e aumentam o amor.

São os momentos de amor simples que ficam guardados dentro de nós por tanto tempo, e que nos fazem reviver sensações de pequenas felicidades quando lembrados.

Que ainda tenhamos muitos momentos felizes para se tornarem doces lembranças.


quinta-feira, 5 de julho de 2012

Sorte


Sabe quando acontece algo na sua vida que faz todas as outras coisas por que passou, fazerem sentido só agora?
É mais ou menos quando a vida te olha e diz - "Ok, você passou pelos obstáculos que lhe coloquei no caminho sem trapacear, seguiu as regras, e confiou, portanto você é merecedora! Aproveita o que lhe reservei de bom, vai fundo garota!
Daí você olha e vê que só conseguiu passar pelos obstáculos, porque tinha um amuleto mágico da sorte, aquele que te deixa mais forte, mais corajoso, com super poderes.
Esse amuleto tá lá em casa essa hora, no meio dos seus brinquedos e dando um trabalhão pra avó com suas peraltices de moleque.
Tenho muita sorte mesmo!


Sorte - Caetano Veloso
Tudo de bom que você me fizer
Faz minha rima ficar mais rara
O que você faz me ajuda a cantar
Põe um sorriso na minha cara...

Meu amor, você me dá sorte
Meu amor!
Você me dá sorte meu amor!
Você me dá sorte
Na vida!...

Quando te vejo não saio do tom
Mas meu desejo já se repara
Me dá um beijo com tudo de bom
E acende a noite na Guanabara...

Meu amor, você me dá sorte
Meu amor!
Você me dá sorte meu amor!
Você me dá sorte
De cara!...

sexta-feira, 22 de junho de 2012

E eu que nem ganhava no bingo da igreja

Nem acreditei quando vi meu nomezinho lá!

Rolou um concurso cultural "Liga das Mães Corujas" promovido pela Huggies Turma da Mônica no facebook á um tempinho atrás, era necessário responder a seguinte pergunta:"Para você, qual é a parte mais divertida de ser mãe?"



Achei tão bacana a pergunta e fiquei cá pensando com meus botões que eu me divirto á beça com meu filho.
Brinco de bola, pulo na cama (olha o exemplo, aff) brinco de pega pega, esconde-esconde e danço o "Tchu Tchá Tchá", "Ai se eu te pego", "Tchê tchê rêrê... Gustavo Lima e você", e a música de abertura da novela das nove, o tal do Kuduro (sim, meu filho gosta de tudo isso!).

Mais aí lembrei de uma coisa divertidíssima que só a maternidade pode me proporcionar:  Brincar na piscina de bolinha ... tã nãn!!!

Então minha resposta ficou assim - A parte mais divertida de ser mãe é poder se esbaldar na piscina de bolinha com seu filho numa festa de aniversário e ninguém te achar louca por isso!

Vamos supor que eu não tivesse um filho e quisesse brincar na piscina de bolinha -  mergulhar, jogar bolinha pra cima, se enterrar no meio delas e tudo mais - me achariam "a louca que não teve infância", mãsss... com filho é diferente, o monitor do brinquedo te libera porque seu filho é pequeno e como você já tá lá mesmo, se acaba de tanto brincar, e quem vê de fora pensa - Olha lá a mãe brincando com seu filho, que mãe participativa!


A foto que não deixa mentir - Mãe se preparando para o mergulho

Preciso agradecer a Fabiana do blog Mulher e Mãe que fez parte do juri e que se identificou com a minha resposta e ainda fez uma postagem no blog dedicado á minha pessoa (tô chique demais benhê!).

Clique na imagem para aumentar


Para ler a postagem do blog Mulher e Mãe clique aqui.

Clique na imagem para aumentar


E essa semana o prêmio tão esperado chegou!
O kit continha um pacote de fraldas Turma da Mônica Soft Touch (gosto muito), Shampoo, Condicionador, Sabonete líquido, Loção Hidratante, Creme preventivo de Assaduras de Amêndoas e Colônia. 


Presentão hein!

Pitico falou que é tudo do Didi - traduzindo - é tudo do Davi.



segunda-feira, 4 de junho de 2012

Os pais são crianças grandes - pelo menos o pai do Pitico é

Saio de casa pela manhã no sábado, filho e marido me levam para o primeiro dia de um curso que eu estava ansiosa á tempos para fazer - beijo no marido, beijo no filhote e até mais tarde.

Fim do curso, desço as escadas e já vejo o carro do marido que veio me buscar, olho no banco de trás o Pitico, e ele me aponta pro rosto na parte oposta que estou, dizendo dodói - Caramba, deve ter se arranhado, não consegui cortar as unhas dele - entro no carro e meu coração sobe pra garganta.
Um olho roxo e um calombo - MEU DEUS, O QUE A-CON-TE-CEU?

Davi esconde os olhinhos com o bracinho e começa á chorar sentido e vejo como está fragilizado, nessa hora eu já pulei pro banco de trás pedindo explicações.
Não vou me prolongar como foi entre as explicações do pai e meu sermão durante a ida pra casa, só sei que chorei, chorei por ver meu filho com o olhinho naquele estado por culpa de uma brincadeira que eu já havia falado milhões de vezes do perigo que era, e o PAI AMEBA  achando que nunca aconteceria com ele.

É, sempre achamos que nunca acontece com a gente.
Porque os pais não conseguem ter essa visão hein? A ciência explica?

A brincadeira assasina:

Davi e o pai brincavam alegremente em sua motoca de um lado para outro dentro de casa, o pai para colocar mais emoção na brincadeira, sai em disparada com o Davi em cima da motoca e faz "cavalinho de pau".
Numa dessas viradas bruscas, Pitico cai de cima da motoca e bate o rosto na quina da mesinha da sala.


É mole ou quer mais?

Pra quem segue a página do blog no facebook, tá rolando uma enquete lá.

- O que eu faço com um pai desse:

Opção 01 - Dou uma martelada na cabeça do pai;
Opção 02 - Deixo o pai amarrado no pé da mesa por dias, sem água e comida;
Opção 03 - Mando o pai para o Alasca sem passagem de volta.

Ah, também vale todas as opções juntas.

Pensei em fazer um concurso e dar um prêmio para quem sugerisse a maldade mais cruel á fazer com o marido, mais vou ficar só com as alternativas da enquete.. POR ENQUANTO!


PS: Você tem um marido/pai/tio/primo assim sem noção? Escreva pra mim contando a sua história, se solidarize comigo.
Quem sabe eu não desisto de mandar o pai pro Alasca desnutrido e com a cabeça inchada devido uma pancada ocasionada por um martelo assim, sem querer?
Só pra eu me sentir melhor!


quarta-feira, 23 de maio de 2012

A festa de 02 anos

Ah, como é bom comemorar, e esse ano não podia ser diferente, mesmo com a grana curta eu quiz fazer uma festinha pro Pitico.

Minhas primeiras providências foram ver o quanto eu poderia gastar, a quantidade de pessoas que poderia chamar e o tema que eu iria fazer.
Decidi fazer do Patati Patatá, Davi adora e eu acho esse tema de palhaço e circo muito alegre e colorido.
Fui atrás de aluguel de mesa, pesquisei preços de vários, mais confesso que não achei nenhum que me enchesse os olhos, cheguei á dar sinal em uma mesa, mais depois voltei atrás, ainda não tava do jeito que eu queria.
Não é porque tô sem grana que o bagulho vai ser de qualquer jeito né não?

Até que depois de ter visto várias mesas, cheguei a uma conclusão: Eu posso fazer a decoração da festa, e tudo do meu gosto!

Pesquisas na net, visitas em lojinhas, cores decididas, materiais comprados, mão na massa e com criatividade a festa e os detalhes sairam assim:

Convites

Nas sacolinhas surpresa decidi colocar os doces que também estariam na mesa para as crianças, todos em saquinhos individuais. Um saquinho continha dois pirulitos do Patati Patatá.

Doces

Decidi colocar doces e objetos que lembrassem o circo, então optei por cataventos (eu adorava quando criança).
Sacolinhas surpresa prontas com os cataventos

Detalhes

Essa foi a mesa de apoio.
As crianças adoraram os cones personalizados de papel para as pipocas.
Da pipoca não abri mão, o Davi AMA!

Davi não toma refrigerante e minha irmã não pode por problemas de saúde, então fiz um suco de groselha que é rápidinho de fazer e de lambuja ainda  combinava com a decoração da festa. Á vá, sou chique bem!

As suqueiras também decoradas por mim


Bandeirolas


Eu quis ter feito um varal de fotos, mais infelizmente não deu tempo, daí que surgiu a idéia de aproveitar a fita das laterais das bandeirolas e coloquei as fotinhos que iria dar de lembrancinha com prendedores coloridos. Os prendedores eram ímãs também.
E a idéias deu certo!

Lembrancinhas

Caixa de presentes com bandeirolas pequenas

Centro de mesa eu decidi que seria porta guardanapos. Ah gente, porque é só decorar e dá pra usar nos próximos aniversários (isso se o tema tiver vermelho também né)



Look do aniversariante.
Ainda aprendo á mexer na máquina de costura, como ainda não sei, mandei fazer uma camiseta personalizada, já que tudo tinha cara de "feito em casa", achei que a camiseta assim ficaria legal.

Davi não para quieto nem um minutinho

E agora a mesa principal.

O painel de bexigas fez sucesso, deixou tudo mais colorido e alegre.
Créditos á minha amiga Ana que nos ajudou na sua montagem.. valeu Aninha!!








Nem o bolo escapou do colorido da festa. Sucesso garantido!

Bolo colorido
Cada detalhe, cada papel cortado, cada laço de fita.... tudo feito com muito carinho para tornar o dia do meu Pitico especial.  E olha, valeu a pena, me senti realizada!


Momentos especiais:
Nos acabamos na piscina de bolinha

Primeira foto com os quatro avós reunidos

Primeiro pedaço do bolo foi para o Fernando e sua mãe Dona Lúcia , dia de comemoração para eles também.
Gráças a Deus!

Davi curtiu e se divertiu do começo ao fim. Brincou nos brinquedos o tempo todo, se esbaldou com as outras crianças e seus primos. Aproveitou de montão!
Principal objetivo realizado!





Quantos aninhos você fez Davi?
- "Doixxx"!!!
Amo mais que chocolate!

Um dia feliz!

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Quando a sensação de incapacidade chega

"E ele levantou da cadeirinha choramingando em direção ao sofá, me deixando ali, sozinha e ajoelhada no chão, com olhos marejados e com a mais cruel sensação de incapacidade."

Davi é uma criança, saudável, esperta, super ativa, alegre mas também com suas manhas e birras, como qualquer criança da sua idade. Está na fase de descobertas e isso inclui desafiar e "testar" a autoridade e a paciência dos pais. 
Por exemplo, tem  noção de que não pode pegar um determinado objeto, já foi avisado em outro momento que o tal pode machucar sua mão ou cair no seu pé, já aprendeu a lição, entendeu o recado,  mais para desafiar, olha para nós com um certo sorrisinho malandro que se traduz em: "Olha aqui o que estou pegando, você vai deixar?" e quando o alertamos dizendo que já ensinamos que isso não pode pegar, ele pega o objeto e sai á disparada.

Outros pontos são os gritos, tapas, beliscões e mordidas, sei que tudo isso faz parte do seu crescimento da sua fase, é a única forma que ele descobriu para demonstrar suas raivas e frustrações, já que ainda não domina a fala, mais procuro corrigir na mesma hora.

Não gosto muito da idéia de ter que revidar um tapa, um beliscão ou uma mordida (claro que de leve) só para ele saber que aquilo dói e machuca, embora compreendo que esse meio seria para mostrar que se dói nele, dói da mesma forma em outra pessoa, portanto não é legal fazer isso (método esse sugerido por um pediatra).

Nas minhas correções procuro ser enérgica, mostrando claramente que não é certo determinada atitude, mais durante as correções ele fecha os olhos, finge não estar ouvindo, faz gracinhas e isso se resume que ele não está absorvendo a correção.

Semana passada quando fui repreendê-lo, Davi me beliscou, nunca havia feito isso antes, agachei olhando nos olhos e o repreendi dizendo que não podia beliscar a mamãe - essa repreensão me gerou um tapa e então apelei para o famoso método do "cantinho da disciplina". 
Expliquei que ele ficaria ali porque beliscou e deu um tapa na mamãe e que aquilo não podia fazer.

Davi gritou, chorou, sentava no chão ao invés da cadeira, levantava, saia do lugar  fazendo com que eu o colocasse alí uma dezenas de vezes seguidas, quando não, pedia seu paninho ou a mamadeira em cima da mesa, pedidos que logicamente não foram atendidos, mais confesso que seus chamados chorosos matavam meu coração.

Ao completar os dois eternos minutos, fui até ele e perguntei estrategicamente o porque a mamãe tinha colocado ele ali, o que ele tinha feito com a mamãe.
Entre choros relutava em responder, um orgulhosinho e o não dar o braço á torcer eram nítidos e quando eu dizia para pedir desculpas, sua resposta era outro tapa ou beliscão.
Essa mesma cena se repetiram quatro ou cinco vezes, e minha frustração só aumentava. 

O dois já exaustos, ele com sono (o que fui ver só mais tarde que contribuiu e muito com o não sucesso da correção), Davi abandona a cadeirinha choramingando, e eu já sem saber mais se valia a pena continuar, deixo ele ir.

E como havia escrito logo no começo dessa postagem, fiquei ali, de joelhos no chão com olhos marejados e com a cruel sensação de fracasso, me sentindo mal por ter causado tanto stress e com medo dele me achar a pessoa mais cruel desse planeta - pois nas minhas tentativas frustradas, não consegui chegar na parte em que os dois se abraçam e a mãe diz: Filho, eu te amo, deixando bem claro que tudo aquilo foi só mais um gesto de amor.



domingo, 13 de maio de 2012

Feliz Dia das Mães!

Uma vez escutei que o amor de uma mãe pelo seu filho é o único que se aproxima do amor de Deus por nós.

"Optar por um filho é decidir em dado momento ter seu coração caminhando para sempre, fora do seu corpo".

(Elizabeth W. Stone)





Feliz Dia das Mães!


sexta-feira, 11 de maio de 2012

O dia do aniversário e dois momentos

Esse ano no dia do aniversário do Davi vivemos dois sentimentos extremos, o primeiro de felicidade, claro, por estar com meu Pitico completando mais um ano com muita saúde e sapequices.
Já por outro lado, foi um dia que a tristeza também passou por lá, pois na noite anterior tínhamos recebido a notícia que meu cunhado e sua mãe haviam sido esfaqueados (isso mesmo, esfaqueados) pelo padrasto. Ficamos em estado de choque.
Quem me acompanhou pelo facebook, pode ver os meus pedidos de orações e pensamentos positivos para que eles pudessem sair dessa, o caso foi muito grave.

O clima em casa era de preocupação e muita indignação, e justo na véspera do dia que meu pequeno completava seus dois aninhos.

Olhando ele entre seus brinquedos espalhados e brincando despreocupadamente com seus carrinhos, comparo as realidades tão opostas que vivíamos naquele momento.
Lembrando que um dia todos nós já fomos crianças, penso comigo mesma que um dia essa pessoa que causou tanto mal também já foi criança, já teve a pureza da inocência, e derrepente cresce e se transforma em um mostro desse.

Mesmo vivenciando uma realidade tão pesada, não quiz permitir que a maldade dos acontecimentos invadisse um dia tão especial pro meu filho e para nós também, não por não me importar, de maneira alguma, mas por acreditar que se tentássemos mudar o clima de lamentações por um clima de gratidão e alegria, teríamos como fornecer energia boa que fluiria melhor e chegariam diretamente ao meu cunhado.
Nossas orações chegariam mais rápido á Deus, sem os obstáculos dos sentimentos ruins.
Afinal, o pior não tinha acontecido, seria um momento de agradecer, agradecer á mais um ano de vida e uma vida que não se perdeu.

Compramos um bolinho, enchemos algumas bexigas, alguns brinquedinhos na mesa e pronto, Deus estava presente para nos fortalecer e abençoar nosso Pitico.







Cantamos parabéns e apagamos as luzes, do jeitinho que ele sempre pede quando quer que cantemos parabéns pra ele.

Durante o parabéns, Pitico brinca com seu caminhão novo, comemorando seu momento do jeito mais gostoso, brincando!

Sua primeira velinha apagada por ele mesmo

A festinha que iria fazer para o Davi e que seria no dia do meu aniversário também acabei adiando, para esperar o "titio" do Davi se recuperar e sair do hospital, afinal, quem ajudaria á encher as bexigas? #maldadedecunhada....huahua!

Mais pelo visto, calculei direitinho, Fernando recebeu alta e já está em casa (bexigas salvas, ufa!).

Brincadeiras á parte, a comemoração será mil vezes melhor agora!

Quero agradecer todas as orações feitas pelos familiares, pelos amigos reais e amigos virtuais.
Com toda certeza as orações fizeram toda a diferença.

PS: Pitico agradece as orações também, não vê a hora do Fernando se recuperar e poder jogar ele pra cima, até ficar com os braços doloridos e não aguentar mais... #maldadedesobrinho...huahua.

O dia que o Davi descobriu a brincadeira mais legal do mundo. Fernando quem mandou ensinar?

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Receita de menino

Junte duas colheres de sorriso com duas xícaras de gargalhada.

Vá mexendo e acrescente cheiro de terra molhada misturada com cheiro de chicle de bola. Acrescente ainda muito chocolate, um pouco de castelinho de areia, três pirulitos de uva e um caminhãozinho de imaginação.

Deixe descansar em baixo de um pé de manga e junte aos poucos a fidelidade de um cãozinho, a rapidez de um beija-flor, a esperteza de um golfinho. E, claro, não pode faltar todas as cores do arco-íris, uma caixinha inteira de band-aids e uma bacia cheia de pipoca.

Não se esqueça de juntar a sabedoria de um monge (claro, os meninos sempre sabem de tudo) com uma pitadinha de impaciência, uma dor de barriga passageira e muita, muita amizade, que deve ser acrescentada aos poucos, logo depois de um punhado de sonho e um prato fundo de criatividade.

Não podem ser esquecidos o pião, a pipa, a bicicleta e um par de chuteiras, pois meninos não se tornam meninos de verdade sem estes ingredientes.

Por fim, junte o gostinho de uma vitória em uma final de campeonato, com a maravilhosa sensação de um abraço apertado.

Pronto!
Assim são feitos os meninos.





Texto: Autor Desconhecido

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Feliz 02 anos!

O seu olhar melhora o meu...



...SEMPRE!





Te amo além do infinito!

video



O seu olhar - Arnaldo Antunes
O seu olhar lá fora
O seu olhar no céu
O seu olhar demora
O seu olhar no meu

O seu olhar seu olhar melhora
Melhora o meu

Onde a brasa mora
E devora o breu
Como a chuva molha
O que se escondeu

O seu olhar seu olhar melhora
Melhora o meu

O seu olhar agora
O seu olhar nasceu
O seu olhar me olha
O seu olhar é seu

O seu olhar seu olhar melhora
Melhora o meu

terça-feira, 17 de abril de 2012

Resultado da enquete

E o título de matracas de berço vai para...






...para...





Lógico que vai para a mulherada!!!


Recapitulando:
A pergunta da enquete foi:


As meninas realmente desenvolvem a fala mais rápido que os meninos?

a) Sim - (14 votos, representados por 82% dos votos.)
b) Não - (0 votos, nenhunzinho de votos)
C) Depende do estímulo que cada um recebe - (03 votos, representados por 17% dos votos).


Sim minha gente, nós mulheres somos matracas sim, des do berço, falamos pelo cotovelo "mêmo"!

Uma explicação que nossa amiga Fabiana Pujol  já ouviu dizer, e que eu achei super interessante é que os meninos tem a necessidade de conhecer primeiro o espaço e as meninas de se comunicar.

Portanto mães de meninos, relaxem se seus filhotes ainda não falam muita coisa.
E mães de meninas, já vão preparando os protetores auriculares hein!


E pra fechar a postagem com chave de ouro, o vídeo da matraquinha fofucha da Júlia, filha da nossa amiga Karine Catercci que vai completar 02 anos.
Ela conta até 10, e fala o nome completo!




PS: O "Amém" não é seu sobrenome, é que como tem Jesus no final, ela já lascou um amém só pra ficar mais charmoso!
Linda!








quinta-feira, 12 de abril de 2012

Páscoa: das pegadas do coelho e o verdadeiro sentido



Que surpresa encontrar aquelas pegadinhas pela sala logo ao acordar, e que se dirigiam lá para fora, o que será isso? Davi aponta as pegadas querendo dizer, olha só o que tem aqui!
E a mãe explica com entusiasmo que são as pegadinhas de um coelhinho, e eufórica sugere que sigamos.

Percebendo o ponto de interrogação se formando dentro daquela cabecinha, logo explico, - O coelhinho passou por aqui e deixou a casa cheia de pegadas, vamos ver onde vão parar?

Já lá fora continuamos á seguir, Pitico segue engatinhando pelo chão achando graça naquilo tudo.
Logo embaixo de uma planta escondinhinha avistamos um ovinho solitário, e mais á frente em um cantinho do jardim onde terminavam as pegadas um "montii" (como diz o Davi) de ovos de páscoa.
Que delícia de descoberta!

Sem demora tratou logo de abrir o presente do coelhinho, e nhac!



Já na hora do almoço, com a família reunida, fizemos uma oração lembrando do verdadeiro sentido da páscoa, e finalizamos esse momento fazendo o sinal da cruz, inclusive Davi.

Que possamos proporcionar ao Pitico uma infância cheia de fantasias, inocências e brincadeiras, mais que ele cresça sabendo que um dia, em uma época muito distante houve alguém que de tanto amor deu sua vida por nós, mais que ressuscitou para viver em nossos corações.



quinta-feira, 5 de abril de 2012

Enquete

Conversando com "azamigas" mamães sobre o desenvolvimento da fala dos nossos piticos nos seus quase 02 anos de idade, uma dúvida surgiu no ar:

As meninas realmente começam á falar mais cedo que os meninos?
A tagarelice realmente está em nós mulheres e já começa no berço?

E pra descobrirmos esse mistério que ronda nossas cabeças de mães neuróticas, o Blog Pitico de gente abre uma enquete:

As meninas realmente desenvolvem a fala mais rápido que os meninos?

Responda a enquete do seu lado direito, logo acima e ajude muitas mães á desvendarem este mistério.
E não esqueça de deixar seu comentário nesta postagem sobre como anda a tagarelice do seu filho(a) e sua idade.

A enquete termina dia 13/04 ás 12:00hrs.

Valendo!



quarta-feira, 4 de abril de 2012

Mãe E.T

Então que já me sinto uma alienígena nesse mundo de meu Deus.
Será que sou eu, hãn, hãn?

Por favor sejam sinceros tá, é muito assustador eu dizer ás pessoas que eu NÃO dou refrigerantes, balas, frituras e café ao meu filho?
É fora do normal eu dizer ás pessoas que nunca, NUN-CA levei meu filho para comer aqueles lanches e batatas "super saudáveis" do Mac Donald's (aproveitando o gancho, sugiro que assistam o filme "A dieta do palhaço") ?

Agora o mais assustador de todos: é estranho eu dizer ás pessoas que ao invés de dar esses alimentos citados acima eu substituo por frutas, legumes, sucos naturais, carnes, peixes, grãos?

Sonho até com as caras e expressões espantadas das pessoas quando digo que não dou refrigerante e sim suco de fruta natural.
Sim gente, frutas existem, é só picar elas no liquidificador e colocar água, bater, coar e tomar. E olha posso te garantir que o sabor é muito gostoso e o melhor, faz bem á SAÚDE.

Não sou do tipo radical, que leva uma barrinha de cereal pro filho em festa de aniversário do amiguinho.
Mais faço escolhas.
Por exemplo:
Se no aniversário tiver a opção de suco ao invés de refrigerante, eu dou suco.
Se houver salgadinhos assados, ao invés dos fritos eu dou o assado.

Ah, meu filho viu alguém tomando refrigerante e quer também, eu o deixo experimentar e digo - Filho, você quer que a mamãe pegue suco pra você?", como já sabe o que é suco, concorda de imediato e deixa de lado aquela bebida cheia de gás.
Eu sempre procuro optar pelo mais saudável ou pelo que irá fazer menos mal.

Sim, o Davi já experimentou refrigerante, comeu chocolate, pirulito, docinhos de aniversário, batata frita, pizza, até mortadela ele já comeu, e amou tanto que não pode ver que já pede. Mais são alimentos que não fazem parte do seu dia a dia, é esporádico e só em determinadas ocasiões.
Deixo experimentar de tudo (quase tudo, outro dia queria experimentar o molho de pimenta).

Eu sei que na correria do dia a dia é bem mais prático você oferecer um alimento ou bebida industrializado do que se descabelar na correria de preparar alguns legumes para o almoço.
Mais gente, e os nutrientes e vitaminas que seu filho irá ganhar? E o aumento de resistência que seu organismo passará á ter? E a energia, o crescimento a inteligência?
Ingerindo alimentos saudáveis, seu filho crescerá forte, esperto e feliz.

Vocês sabiam que a cenoura e o chuchu aumentam a inteligência? Que o abacate ajuda a dormir melhor, a lentilha afasta o medo e que a banana combate a ansiedade?
Os alimentos saudáveis não só nos fortalece o físico como nos ajuda e muito ás nossas emoções, ao nosso equilíbrio.

Eu sei que um futuro não muito distante não vou conseguir evitar que ele coma determinadas coisas, mais que ele não ficará espantado quando ouvir alguém dizer que adora brócolis, ah isso ele não vai.
Ainda tem  muito tempo pra descobrir os sabores das guloseimas da vida, pra quê adiantar esse processo?

Agora por favor alguém me responda, sou eu que vivo no planeta errado?


segunda-feira, 2 de abril de 2012

Repete comigo...DAA-VII

O barato de tudo isso é acompanhar cada evolução dele!


video

Sei que no final rolou um stress do Pitico (já de saco cheio de falar seu nome), mais é tão bonitinho ouvir DAA-VII que não dá vontade de parar de perguntar - Qual o seu nome?

Mais eu juro, juro que vou tentar me controlar.




terça-feira, 13 de março de 2012

Agradecimentos (antes tarde do que mais tarde ainda)

Depois  tem gente que fica reclamando pelos facebook's da vida que ninguém fala com ela pelo twitter, se sentindo abandonada.
E muito mal agradecida nem vem aqui agradecer os selinhos que recebe "dazamigas" dos blog's.
Tsc, tsc, tsc, feio, muito feio isso viu dona Susan!!!

Mãããs... humildemente e toda proza, estou aqui no meio do expediente fazendo essa postagem exclusivamente para agradecer essas lindonas que me presentearam com selinhos fofos e cheio de significados, e que estão sempre por aqui comentando minhas postagens.

Pra quem não sabe, ganhar um selinho na blogosfera é tudo. É ser querida, ser lembrada!

E olha só como tô bem na fita:


Esse eu ganhei da Dayane do Blog Mamma Mia

E as regrinhas são responder algumas perguntinhas, então vamos lá:

- Minha cor favorita: Hum, pode ser cores favoritas? depende do dia, mais gosto muito do amarelo, azul e branco.
- Número favorito: Não sei porque, mais acho o número 9 charmoso.
- Bebida favorita: Adoro um suco de abacaxi com hortelã.
- Dia favorito: Sempre ela, a sexta-feira!
- Flor favorita: Tem várias, mais uma que me transmite alegria é a Gérbera, em suas variadas cores.



Esse eu ganhei da Carol do Blog Meu mundo em palavras e da Cris do Blog Olho Preguiçoso.

E as regrinhas são falar sete coisas sobre mim:

1º - Amo chocolate, se deixar como uma barra de chocolate daquelas grandes em cinco minutos;
2º - Detesto acordar cedo;
3º - Morro de medo (morro de medo mesmo) de barata, aff!
4º - Adoro MPB, principalmente da Marisa Monte;
5º - Penso muito, isso muitas vezes me atrapalha;
6º - Adoro rasteirinhas;
7º - Adoro livros, fica a dica se alguém quizer me dar um presente ok!


Esse eu ganhei da Mari do Blog Art Mari Rodrigues e da Ana Cláudia do Blog Sou mãe pra valer.

E uma curiosidade, a palavra Liebster em alemão significa favorito, querido, amado, olha que lindo!

E as regrinhas seriam:

- Colocar o link do blog que me deu: feito;
- Colar o selinho no blog: feito;


Depois de seguir as regrinhas, eu deveria presentear outros blog's com eles, em meus cálculos, no total eu deveria indicar mais de 20 blog's. Dentro dos meus blog's favoritos, a maioria já tem esses selinhos,então eu vou fazer diferente.
Cada pessoa que passar por aqui poderá pegar um deles, o que mais gostar, e deixar um recadinho nos comentários me avisando qual pegou e assim eu aproveito e faço uma visitinha no blog pra conhecer vocês.
Portanto só vale pegar quem eu ainda não conheço, certo?
Mais quem pegar seria legal seguir as regrinhas, ok?


Então fica aqui o meu agradecimento do coração para as amigas virtuais.
Prometo que não vou mais reclamar que ninguém fala comigo no twitter.

Olha só como sou querida, hehe!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...