sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Coração apertadinho!

Sabe aqueles dias que você tem que acordar cedo pra ir trabalhar, com o despertador no ouvido, toda moída, cansada e ainda com sono, muito sono, porque filhote dormiu na sua cama, porque acordou de madrugada sem sono algum?
Aí os poucos minutos que você conseguiu pegar no sono, sonha que está lutando apanhando com Anderson Silva e quando você abre os olhos vê que é seu filho que está chutando sua cara, pois já tinha dado um giro de 360º da posição que você o havia deixado, sem meias (uma se encontrava na cara do pai e a outra só Deus sabe onde foi parar) com os pés gelados e todo descoberto?

E então você coloca seu filhote no berço com todo cuidado pra ele não acordar, pega suas coisas sem fazer o mínimo barulho e aí você percebe uma movimentação vinda do berço e se depara com um ser que salta e sorri pra você.
Aí com todo cuidado você fica imóvel com a luz apagada, torcendo pra que aquela criatura que te judiou a noite inteira mais que depois daquele sorriso você nem lembra mais dos chutes que levou, pegue no sono novamente pra você poder sair tranquilo.

E eis que saio do quarto depois que ele deita novamente, mais enquanto me dirijo para outro cômodo da casa, escuto alguém choramingando.
Coração aperta porque tenho que deixar ele lá pra poder sair pra trabalhar, sem poder dar um beijinho nele, senão ele agarraria em mim, tornando a situação mais difícil.
Pai já está no carro esperando e eu ainda fico alguns minutinhos prestando atenção se o choramingo continua.
Silêncio no quarto (talvez porque ele esteja prestando atenção no barulho do motor do carro que vinha lá do quintal) e saio dizendo pra mim mesma, "Ele vai pegar no sono de novo, a avó está lá pra ficar com ele", e entro no carro me sentindo a mãe mais desnaturada, fria e sem coração do mundo por ter deixado ele naquele quarto escuro e sozinho.
E vou o caminho todo remoendo isso, lembrando também da vez que ele me agarrou não querendo ir pro colo da avó, sabendo que aquela hora era da mãe sair de casa e voltar só de tardezinha, e a mãe sai explicando que logo ela voltava, mesmo sabendo que esse "logo" demoraria dez horas.
Me torturo mais ainda sabendo o quanto é importante emocionalmente a presença da mãe nos primeiros anos de vida do filho, e fico imaginando as sequelas que deveria estar causando nele.

Marido falava comigo um assunto qualquer durante o caminho ao qual não conseguia prestar atenção alguma, meu pensamento estava lá em casa.
Ele percebe e solta um comentário -" O Davi é fogo mesmo!", e eu desabafo, -" Me sinto culpada de ter que deixar ele, "eu" sou a mãe, sou eu que devo estar com ele, ele deve sentir abandonado, deve sentir minha falta!

E aí meu coração aperta, fica pequenininho, e me sinto a pior das criaturas!

Comentários
4 Comentários

4 comentários:

Anônimo disse...

Ficou Lindo a nova visualização!!!. Agora Sù, não é só vc que se culpa em deixar um pedra valiosa em ksa, se isso te consola....rsrsrs.!!! snif...quase chorei.BJS

Aldria

Fabiana disse...

Ai Su, tô me sentindo assim tbm!! Estou procurando emprego e como não tenho com quem deixar o PEdro, coloquei - o na escolinha.No primeiro dia chorei horrores e me perguntei:"Será q ele está me odiando agora?se ele soubesse falar, talvez falaria pra mim:VC não gosta de mim?pq me deixou com essas pessoas q nem conheço?eu te atrapalho?meu deus...meu coração está partido, mas sei que tudo q estou fazendo é por ele e para ele somente!!Todos os dias quando o deixo na escola, é a mesma sensação, de que estou deixando meu coração ali..Sei q vai passar, ontem mesmo qdo fui busca-lo ele correu ao meu encontro, foi a coisa mais linda q eu já vi!!

Ana Campos disse...

Oi Susan...a malvada culpa que nos acompanha...sei bem como é. O fato de Sofia andar nervosa e morder os colegas da escola também me fizeram pensar muito sobre o pouco tempo que tenho com ela, o resultado e´que fico mal e me sentindo muuuuuito culpada. Mas preciso trabalhar e gosto de trabalhar, sentiria falta se ficasse só em casa...esse assunto é complexo para nós mães não é...
bjs sem culpa pra vcs...

kah disse...

OI su, como eh triste ter que deixa los né? eu me torturo o dia todo, queria ficar com ele o dia todo, mas não posso... a gente precisa trabalhar.eu voltei tem dois meses, pensa como esses dois meses foram dificeis .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...